A Renovação Carismática Católica

Having its beginnings from a retreat for college students in 1967, The Catholic Charismatic Renewal has been described as a “chance for the Church” (Pope Paul VI), “a special gift of the Holy Spirit” (Pope John Paul II), and is called to share the “current of grace” which is baptism in the Holy Spirit (Pope Francis). Read about the birth, growth, and objectives of this move of the Holy Spirit and what our recent Popes have said about it as well.

O Que é a RCC?

“o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.”  Romanos 5:5

A Renovação Carismática Católica começou em um retiro para estudantes universitários na Universidade de Duquesne em Pittsburgh (Pennsylvania) em Fevereiro de 1967.

Os estudantes passaram a maior parte deste fim de semana em oração, pedindo a Deus que os deixassem experimentar a graça recebida através do Batismo e da Crisma. Naquele fim de semana, os estudantes tiveram uma poderosa e transformadora experiência de Deus, que passou a ser conhecida como “Batismo no Espírito”. O relato do final de semana e a experiência do Espírito Santo rapidamente se espalharam pelo campus da Universidade de Duquesne e, depois, por outras universidades americanas.

Logo, essa experiência carismática extrapolou as universidades e atingiu as paróquias e outras instituições católicas. Associações e organizações livres foram formadas. Congressos de carismáticos católicos começaram a acontecer, levando mais de 30.000 pessoas ao campus da Universidade de Notre Dame em Indiana em meados da década de 70. A Renovação chamou a atenção da Igreja e os líderes do movimento se encontraram com o Papa Paulo VI em 1975, e com o Papa João Paulo II em várias ocasiões. Além disso, diversas Conferências Episcopais de vários países escreveram cartas pastorais de encorajamento e apoio ao movimento.

A Renovação Carismática Católica não é um movimento mundial unificado e isolado. Ela não tem um fundador único ou um grupo de fundadores como muitos outros movimentos. Ela também não tem uma lista de membros. Ela abriga uma alta diversidade de indivíduos, grupos e atividades – comunidades de vida e aliança, grupos de oração, grupos de partilha, paróquias renovadas, congressos, retiros e também atinge vários apostolados e ministérios -, freqüentemente independentes uns dos outros, em estágios e modos de desenvolvimento diferentes e com ênfases diferentes, embora compartilhem a mesma experiência fundamental e adotem os mesmos objetivos gerais.

A linha comum do movimento é o “Batismo do Espírito Santo”. Para muitas pessoas, esta nova, poderosa e transformadora efusão do Espírito Santo acontece durante um seminário cuidadosamente preparado que se chama “Seminário de Vida no Espírito”, embora muitas pessoas tenham sido batizadas fora deste seminário.

“Nós vivemos na Igreja um momento privilegiado do Espírito. Procura-se por toda a parte conhecê-lo melhor, tal como a Escritura o revela. De bom grado as pessoas se colocam sob a sua moção. Fazem-se assembléias em torno dele. Aspira-se, enfim, a deixar-se conduzir por ele.”

Evangelii Nuntiandi, 75

O Crescimento da Renovação

A Renovação Carismática Católica está presente em cerca de 200 países e já tocou as vidas de aproximadamente 120 milhões de católicos. Nos últimos anos, parece que o número de participantes diminuiu em alguns países, mas, em outros, o número continua a crescer a uma taxa impressionante.

Os Cinco Objectivos do RCC

Lamentamos, mas esta seção ainda não foi traduzida.

The deepest identity of the CCR and its essential mission described in the preamble of the ICCRS Statutes, specified in five objectives, as follows:

  • To foster mature and continuous personal conversion to Jesus Christ, our Lord and Saviour.
  • To foster a decisive personal receptivity to the person, presence and the power of the Holy Spirit. These two spiritual graces are often experienced together in what is called in different parts of the world a baptism in the Holy Spirit, or a release of the Holy Spirit, or a renewal of the Holy Spirit. They are most often understood as a personal acceptance of the graces of Christian initiation and as an empowering for personal Christian service in the Church and in the world.
  • To foster the reception and use of the spiritual gifts (charismata) not only in the CCR but also in the broader Church. These gifts, ordinary and extraordinary are abundantly found among laity, religious and clergy. Their proper understanding and use in harmony with other elements of the Church life is a source of strength for Christians on their journey towards holiness and in the carrying out of their mission.
  • To foster the work of evangelization in the power of the Holy Spirit, including the evangelization of the unchurched, the re-evangelization of nominal Christians, the evangelization of culture and social structures. CCR especially promotes sharing in the Church’s mission by proclaiming the Gospel in word and deed, and by bearing witness to Jesus Christ through personal testimony and through those works of faith and justice to which each one is called.
  • To foster the ongoing growth in holiness through the proper integration of these charismatic emphases with the full life of the Church. This is accomplished through participation in a rich sacramental and liturgical life, and appreciation of the tradition of Catholic prayer and spirituality, and ongoing formation in Catholic doctrine. This is guided by the Church’s Magisterium, and participation in the pastoral plan of the Church.

Mensagens de Papas

Por muitas vezes os Papas Paulo VI e João Paulo II dirigiram-se a Renovação Carismática Católica. Abaixo você encontrará algumas das muitas citações importantes que trouxeram luz e força para a Renovação. A ICCRS publicou um livro com todas as mensagens e discursos que estes Papas dirigiram a Renovação Carismática Católica. O livro “Then Peter stood up…” – Coleção dos discursos dos Papas dirigidos à Renovação Carismática Católica desde o seu início até o ano 2000 quer ser um “presente” especial que a ICCRS publicará no Ano Santo de 2000.

São Paulo VI, papa

“Nos alegramos com vocês, queridos amigos, da Renovação da vida espiritual que se manifesta hoje na Igreja em diferentes formas e em vários ambientes. […] Em tudo isso reconhecemos a obra misteriosa e oculta do Espírito, que é a alma da Igreja”.

Discurso do Papa Paulo VI por ocasião da Primeira Conferência Internacional de Lideres

Grottaferrata • Roma, Itália • 10 de outubro de 1973

“Como então essa ‘renovação espiritual’ poderia ser uma chance para a Igreja e para o mundo? E, neste caso, como não poderíamos contribuir de alguma forma para permanecer assim? […] Não há nada mais necessário para este mundo, cada vez mais secularizado, do que o testemunho desta ‘renovação espiritual’, pela qual vemos o Espírito Santo trabalhando nas regiões e ambientes mais díspares. Suas manifestações são simples: comunhão profunda de almas, contato íntimo com Deus de acordo com as promessas do batismo, oração muitas vezes comunitária, na qual cada pessoa, expressando-se livremente, ajuda a apoiar e encorajar a oração dos outros, e é base de toda essa convicção pessoal. A fonte dessa convicção não é apenas o ensinamento recebido da fé, mas também de uma certa experiência da vida real, isto é, que sem Deus o homem nada pode fazer, que com ele, pelo contrário, tudo se torna possível”.

Discurso do Papa Paulo VI à Renovação Carismática Católica por ocasião da Segunda Conferência Internacional de Lideres

Roma, Itália • 19 de maio de 1975

São João Paulo II, papa

“Estou convencido de que esse movimento é um sinal de sua ação (do Espírito Santo). O mundo precisa muito dessa ação do Espírito Santo e precisa de muitos instrumentos para essa ação. […] Agora eu vejo esse movimento, essa atividade em todo lugar”.

Audiência privada do Papa João Paulo II concedida ao Conselho do ICCRO

Roma, Itália • 11 de dezembro de 1979

“Esta manhã tenho a alegria de encontrar-me com esta vossa Assembleia, em que vejo jovens, adultos, anciãos, homens e senhoras, todos solidários na profissão da mesma fé, animados pelo hábito de uma mesma esperança, unidos pelos vínculos dessa caridade que «foi derramada em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi concedida» (Rom. 5, 5). A esta «efusão do Espírito»sabemos nós ser devedores de uma experiência cada vez mais profunda da presença de Cristo, graças à qual podemos cada dia crescer no conhecimento amoroso do Pai. Com razão, portanto, presta o vosso Movimento particular atenção à actividade, misteriosa mas real, que a terceira Pessoa da Santíssima Trindade desenvolve na vida do cristão.” Discurso do Papa João Paulo II aos Peregrinos Italianos do Movimento Nacional «Renovação no Espírito»

Roma, Itália • 23 de Novembro de 1980

“A primeira dimensão da renovação consiste, portanto, em viver de acordo com o Espírito, resistir à lisonja da carne e abrir-se à atração forte e suave de Deus. Essa renovação interior, essa reabilitação das próprias raízes da vida, essa formação de uma nova mentalidade dominada pelas razões do Espírito é a vossa vocação, como cristãos, como homens e mulheres, jovens e adultos do nosso tempo que querem testemunhar e fazer florescer no mundo de hoje que modelam não só a espiritualidade, mas também a civilização que vemos transpirar das normas da vida de São Paulo”. Discurso do Papa João Paulo II aos participantes da Convocação Nacional da Renovação no Espírito Santo

Roma, Itália • 15 de novembro de 1986

“Ao celebrar o vigésimo quinto aniversário do início da Renovação Carismática Católica, de bom grado juntei-me a vocês louvando a Deus pelos muitos frutos que isso trouxe para a vida da Igreja. O surgimento da Renovação que se seguiu ao Concílio Vaticano II foi um dom especial do Espírito Santo para a Igreja. […] Neste tempo da Igreja, a Renovação Carismática pode desempenhar um papel significativo na promoção da proteção da vida cristã, tão necessária em uma sociedade na qual a secularização e o materialismo enfraqueceram a capacidade de muitas pessoas de responder ao Espírito e reconhecer o chamado amoroso de Deus”.

Audiência do Papa João Paulo II ao Conselho do ICCRO

Roma, Itália • 14 de março de 1992

“Como não podemos louvar a Deus pelo abundante fruto que, nas últimas décadas, a Renovação no Espírito trouxe à vida de indivíduos e comunidades? Muitas pessoas puderam apreciar a importância da Sagrada Escritura para uma vida cristã. Eles adquiriram um novo sentido do valor da oração e um profundo desejo de santidade. Muitos voltaram aos sacramentos. Um grande número de homens e mulheres alcançaram uma percepção mais profunda de seu chamado batismal e com admirável dedicação se consagraram à missão da Igreja”.

Mensagem do Papa João Paulo II aos participantes do Sétimo Encontro Internacional das Comunidades e Associações Carismáticas da Fraternidade Católica de Aliança

Roma, Itália • 9 de novembro de 1996

“O movimento Carismático Católico é um dos numerosos frutos do Concílio Vaticano II que, como um novo Pentecostes, suscitou na vida da Igreja um extraordinário florescimento de agregações e movimentos, particularmente sensíveis à acção do Espírito. Como não dar graças pelos preciosos frutos espirituais que a Renovação gerou na vida da Igreja e de tantas pessoas? Quantos fiéis leigos – homens e mulheres, jovens, adultos e anciãos – puderam experimentar na própria vida o maravilhoso poder do Espírito e dos seus dons! Quantas pessoas redescobriram a fé, o gosto da oração, a força e a beleza da Palavra de Deus, traduzindo tudo isto num generoso serviço à missão da Igreja! Quantas vidas mudaram de maneira radical! Por tudo isto hoje, juntamente convosco, desejo louvar e agradecer ao Espírito Santo.”

Discurso do Papa João Paulo II à Comissão Nacional Italiana da Renovação no Espírito Santo

Roma, Itália • 4 de Abril de 1998

“Não há santidade sem oração, de fato, como vemos nas vidas dos santos, o cristão vale tanto quanto reza. […] Isso envolve os grupos e comunidades da Renovação no Espírito a serem mais e mais lugares de contemplação e louvor onde o coração do homem está cheio do amor de Deus, ele se abre para o amor de seu irmão e se torna capaz de construir a história de acordo com o plano divino. Na Igreja, lar e escola de comunhão, que devem se opor à cultura do ódio e da vingança, os grupos e comunidades da Renovação no Espírito são lugares e modelos significativos de fraternidade e amor, paciência e aceitação mútua. A experiência do perdão e a valorização de todo dom espiritual ajudam a construir uma convicção nutrida pelo sopro do Espírito do Ressuscitado”.

Mensagem enviada pelo Papa João Paulo II aos líderes, aos membros do Comitê Nacional de Serviço e aos participantes da Vigésima Quarta Convocação Nacional da Renovação no Espírito Santo

Rimini, Itália • 28 de abril de 2001

“Sim, a Renovação no Espírito pode considerar-se como um dom do Espírito Santo para a Igreja neste nosso tempo. Nascido na Igreja e para a Igreja, o vosso é um Movimento em que, à luz do Evangelho, se experimenta o encontro vivo com Jesus, de fidelidade a Deus na oração pessoal e comunitária, de escuta confiante na sua Palavra, de redescoberta vital dos Sacramentos, mas também de coragem nas provações e de esperança nas tribulações.

O amor pela Igreja e a adesão ao seu Magistério, num caminho de amadurecimento eclesial sustentado por uma sólida formação permanente, constituem sinais eloquentes do vosso empenho em ordem a evitar o perigo de promover, sem o desejar, uma experiência divina exclusivamente a nível emocional, uma busca exagerada do “extraordinário” e um egoísmo intimista que evita o compromisso apostólico.”

Discurso do Santo Padre João Paulo II a Uma Delegação da "Renovação No Espírito Santo"

Rimini, Itália • 14 de Março de 2002

Papa Bento XVI

“Hoje gostaria de fazer extensivo o meu convite a todos: redescubramos, queridos irmãos e irmãs, a beleza de ser baptizados no Espírito Santo; retomemos consciência do nosso Baptismo e da nossa Confirmação, fontes de graça sempre actual.”

Regina Caeli, Solenidade de Pentecostes

Praça de São Pedro • Roma, Itália • Domingo, 11 de Maio de 2008

“O que aprendemos do Novo Testamento sobre os carismas, que surgiram como sinais visíveis da vinda do Espírito Santo, não é um acontecimento histórico do passado, mas realidade sempre viva: é o mesmo Espírito divino, alma da Igreja, que age nela em cada época, e estas suas intervenções misteriosas e eficazes manifestam-se neste nosso tempo de modo providencial. Os Movimentos e as Novas Comunidades são como irrupções do Espírito Santo na Igreja e na sociedade contemporânea. Então podemos dizer que um dos elementos e dos aspectos positivos das Comunidades da Renovação Carismática Católica é precisamente a importância que revestem nelas os carismas ou dons do Espírito Santo e mérito seu é ter evocado na Igreja a actualidade.” Discurso do Papa Bento XVI aos Representantes da Comunidade da Renovação Carismática Católica

Sala Paulo VI • Roma, Itália • Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

“Caros amigos da Renovação no Espírito Santo! Não vos canseis de vos dirigir ao Céu: o mundo precisa da oração. São necessários homens e mulheres que sintam atracção pelo Céu na sua vida, que façam do louvor ao Senhor um estilo de vida nova. E sede cristãos jubilosos! Confio todos vós a Maria Santíssima, presente no Cenáculo na manifestação do Pentecostes. Perseverai com Ela na oração e caminhai orientados pela luz do Espírito Santo, vivendo e proclamando o anúncio de Cristo.”

Discurso do Papa Bento XVI aos Participantes no Encontro Promovido Pelo Movimento da Renovação no Espírito Santo

Praça de São Pedro • Roma, Itália • Sábado, 26 de Maio de 2012

Papa Francisco

“Vós, Renovação Carismática, recebestes um grande dom do Senhor. Nascestes de um desejo do Espírito Santo como «uma corrente de graça na Igreja e para a Igreja». Esta é a vossa definição: uma corrente de graça. […]

Recebestes o grande dom da diversidade dos carismas, a diversidade que leva à harmonia do Espírito Santo, ao serviço da Igreja.[…]

A Renovação Carismática é uma grande força para o anúncio do Evangelho, na alegria do Espírito Santo. […]
Vós, povo de Deus, povo da Renovação Carismática, estai atentos a não perder a liberdade que o Espírito Santo nos doou! […]

Espero que partilheis com todos na Igreja a graça do Baptismo no Espírito Santo (expressão que se lê nos Actos dos Apóstolos).”

Discurso do Papa Francisco aos Participantes no 37º Encontro Nacional da Renovação Carismática Católica

Estádio Olímpico • Roma, Itália • Domingo, 1º de Junho de 2014

“Foi a Renovação Carismática que recordou à Igreja a necessidade e a importância da oração de louvor. Quando se fala de louvor na Igreja, vêm à mente os carismáticos. Quando falei da oração de louvor, durante uma Missa em Santa Marta, eu disse que não é somente a oração dos carismáticos, mas da Igreja inteira! Trata-se do reconhecimento do senhorio de Deus sobre nós e sobre toda a criação, expressa com a dança, a música e os cânticos.”

Discurso do Papa Francisco aos Membros da "Catholic Fraternity of Charismatic Covenant Communities and Fellowships"

Sala Paulo VI • Roma, Itália • Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Share This