Consulta Profética Internacional · Belém, Terra Santa

Como parte do caminho rumo ao Jubileu de Ouro da Renovação Carismática na Igreja Católica, o ICCRS está organizando uma Consulta Profética na Terra Santa (Belém), de 14 a 18 de novembro de 2013. Neste momento estratégico no desenvolvimento da graça de RCC, nos sentimos chamados a reunir líderes da Renovação mundial. Sentimos que este será um encontro importante neste lugar muito significativo e que, como nós passamos alguns dias juntos, unidos em oração, escuta do Senhor e discernir o que o Espírito está dizendo, então o Senhor vai continuar a levar-nos para a frente.

Cerca de 200 líderes-chave de Comitês Nacionais de Serviço e outras realidades carismáticas, comunidades e ministérios se reunirão na Terra Santa, em oração, reflexão e discernimento. Percebemos que, como líderes, há muitas invitaçoes em nosso tempo. No entanto, temos a sensação de que o Senhor está nos chamando para um 'Kairós' único e verdadeiramente profético onde o Espírito Santo, reunindo os líderes de todas as nações para este lugar especial, vai falar e preparar nossos corações, não só para o Jubileu mas por tudo o que está por vir ou nas palavras de Esther "para um tempo como este" (Est 4,14).

O curto programa também irá incluir um um dia de peregrinação em Jerusalém com um momento em que pode "unir-se com um só coração" (cf. Act 1,14) no Cenáculo e rezar para todo o mundo a receber um "novo Pentecostes".

Prophetic Consultation

 


PARTICIPAÇÃO EM ESTE EVENTO É SÓ POR CONVITE

 

Relatório do evento

O ICCRS realizou em Belém, na Terra Santa, um encontro internacional com 160 líderes da Renovação Carismática Católica. A reunião não foi uma conferência, mas uma “consulta"profética" para rezarmos juntos e buscarmos a vontade do Senhor para a Renovação, especialmente quando nos aproximamos do nosso 50º aniversário em 2017. Foi uma reunião muito poderosa. Michelle Moran, a Presidente do ICCRS (Serviços Internacionais da Renovação Carismática Católica) nos falou sobre Deut. 11:14 e Joel 02:23: "Ele vos dá as chuvas do outono no tempo oportuno....as chuvas do outono e da primavera, como dantes”. Ela explicou que, em terras bíblicas, são as chuvas precoces (as chuva do outono) que fazem as sementes germinar e são as chuvas mais tardias (as chuvas da primavera) que possibilitam a colheita. Nos primeiros anos da Renovação, tivemos as “chuvas precoces”. Mas agora estamos no tempo entre as duas. Ainda não estamos nas chuvas mais tardias, porque não estamos nos movendo no poder do Espírito estrategicamente, curando os enfermos, fazendo milagres, indo ao encontro dos pobres, evangelizando com poder. Precisamos de arrependimento, porque às vezes caímos na armadilha de só querermos entreter as pessoas, de nos conformarmos com o confortável. Está na hora de preparar as pessoas para sair, porque o Espírito nos trará para dentro da colheita de uma forma que nunca vimos antes — uma colheita abundante. Cada frase que eu ouvia me deixava mais impressionada porque, embora eu não houvesse absolutamente falado com a Michelle sobre a sua pregação, cada frase correspondia, ponto por ponto, com o que o Senhor havia colocado em meu coração para falar em minha pregação no terceiro dia. No segundo dia, houve uma surpresa do Espírito. Um pouco antes da nossa sessão da tarde, houve uma queda de energia em nosso hotel (e, aparentemente, em toda cidade de Belém). As luzes se apagaram e o sistema de som parou de funcionar. Os líderes estavam prestes a adiar a sessão da tarde e pedir a todos que usassem aquele tempo para oração pessoal. Mas o Senhor me deu uma palavra profética. Eu tive que gritar alto cada linha, com três tradutores repetindo-as, uma após a outra. "O Senhor me fez lembrar o que aconteceu no fim de semana de Duquesne, em 1967 (início da Renovação Carismática Católica). Durante aquele fim de semana, o sistema hidráulico (canos de água) quebrou e parecia que o retiro havia terminado. Todos eles começaram, então, a rezar por água. O Senhor respondeu a oração deles e o encanamento foi consertado - mas Ele respondeu de uma forma muito além do que aquela que eles esperavam. Rios de água viva, o Espírito Santo, caíram do céu... e assim começou a Renovação Carismática Católica. Foi a "chuva precoce". Agora estamos em um momento diferente. O fato de ficarmos sem energia elétrica hoje tem um significado profético. Assim como naquele fim-de-semana de Duquesne eles rezaram por água e o Senhor lhes deu água do céu, da mesma forma temos, agora, que rezar por força/poder do alto (a palavra “power”, em inglês, é a mesma tanto para energia elétrica como para poder). Temos que nos inclinarmos para este momento, prestar atenção ao que o Espírito Santo está nos dizendo simbolicamente e pedir força/poder com grande confiança." Depois que eu dei esta palavra, a Patti Mansfield, que foi uma das estudantes no retiro de Duquesne, levantou-se e disse: "Eu quero confirmar isso e acrescentar algumas coisas. Quando o encanamento quebrou, David Mangan (outro aluno) decidiu orar agradecendo ao Senhor com antecedência pela água que Ele iria nos dar. O Senhor está nos chamando agora para agradecer-Lhe, com fé expectante, pelo poder que Ele nos dará – poder do alto para a Renovação Carismática e para toda a Igreja, poder para pregar o Evangelho até os confins da terra, poder para romper as paredes de divisão entre todos os Cristãos, e poder para remover o véu dos nossos irmãos Judeus para que eles venham a conhecer Jesus, o Messias”. Tivemos então um tempo de louvor e adoração ungidos no escuro, cantando, gritando e agradecendo ao Senhor pelo poder que Ele iria nos dar. Alguém ergueu um crucifixo enorme (porque é do coração trespassado de Jesus que o Espírito Santo vem) e caminhou ao redor da sala com ele. Todo mundo curvou-se diante de Jesus, reconhecendo o Seu senhorio de uma forma mais profunda. Em seguida, Oreste Pesare, diretor do ICCRS, disse, "o Senhor realmente nos deu uma palavra para a Renovação Carismática Católica. Vocês não tem mais poder. Venham a mim.... " E boom! Naquele segundo, as luz voltou! Todo mundo estava impressionado, pois reconheceram que era verdadeiramente m sinal profético. Houve um tempo de silêncio e, em seguida, mais oração e então, um após o outro se ajoelhou perante a cruz ....arrependimento... muitas palavras proféticas... um momento de grande alegria e agradecimento ao Senhor. Uma palavra era, "Meu povo, vocês tiraram seus sapatos em minha Santa presença. Um sapato é o sapato do orgulho. O outro é o sapato do medo e da insegurança. Não há lugar para o orgulho, porque tudo o que vocês fazem depende totalmente de mim. E não há lugar para o medo e para a insegurança, porque tudo o que vocês fazem depende totalmente de mim. Quando vocês prosseguirem para frente, o farão com poder. Vocês não precisarão ter medo, porque é o meu poder." Outra palavra: "Dou-lhes uma nova fé, uma fé profunda. Hoje eu quebro todas as amarras. Corto todas as correntes. Hoje eu esqueço do seu passado, os liberto e construo uma nova cidade no meio de vós, hoje as portas estão abertas. E vejo uma enorme multidão, multidões. Queridos irmãos e irmãs, a Renovação não será a mesma se aprendermos a ficar no Senhor, esquecendo-nos de nós mesmos. O Senhor Jesus está na frente. Ele nos chamou, e Ele sabe o que está fazendo. Agimos por nossa própria conta por um longo tempo. Ele diz que agora Ele vem com a vitória." O resto do encontro foi lindo. No terceiro dia nos concentramos na intercessão profética, no apelo à unidade cristã e no batismo no Espírito, com pleno poder dos dons carismáticos para evangelizar os perdidos. Tivemos um tempo maravilhoso de oração pela revelação do Espírito. No último dia, visitamos os locais sagrados de Jerusalém e tivemos uma hora de louvor, adoração e palavras proféticas poderosamente ungidas no Cenáculo, no Monte Sião, o lugar onde o Espírito Santo foi primeiramente derramado sobre a Igreja primitiva. Fomos todos para casa grandemente encorajados, levando em nossos corações as palavras proféticas e os sinais que o Espírito havia nos dado, e pedindo ao Senhor por odres novos para conter o vinho novo que o Senhor está derramando dentro de nós. Duas das pessoas presentes eram de Tacloban, a cidade mais atingida no super tufão apenas alguns dias antes. Em uma homilia, na Missa, um deles, um padre, descreveu as cenas de devastação completa — pessoas com fome, sede, nus, corpos por toda parte — e como o Senhor falou com ele sobre tudo isso. A Comunidade Carismática de lá perdeu 10-20 pessoas e quase todos perderam suas casas. O centro da Renovação foi totalmente destruído, exceto a capela, que foi milagrosamente preservada. Uma estátua de quase um metro, de Nossa Senhora, havia sido varrida para longe do seu suporte dentro da capela, mas foi encontrada fora da mesma, inteira e de pé em frente à capela! Eles sabiam que era um sinal de que Nossa Senhora estava com eles e orando por eles. Ele cancelou seus planos de ir a Belém, mas então, através de um profeta na Comunidade, que o Senhor lhe disse: “Você tem que ir." O aeroporto havia sido destruído e por isso ele teve que dirigir por 24 horas para chegar a Manila, e chegou bem em tempo para o vôo. No final da Missa, o bispo que estava presidindo (também Filipino) deu uma bela benção e a palavra profética para eles, na canção! "Eis que faço novas todas as coisas. Confiem e sejam pacientes, porque estou convosco e vos amo". Isso foi emocionante. Continuemos apoiando nossos irmãos e irmãs que estão sofrendo nas Filipinas através de nossas orações e ajuda financeira.



Twitter Facebook Email Print
© 2015 ICCRS. All Rights Reserved.